Cultura

01 Fev 2021

Kriol Jazz Festival é novamente cancelado

 


O Kriol Jazz Festival foi o primeiro grande evento a ser cancelado em Cabo Verde, em 2020. Infelizmente, o país e o mundo continua em situação de pandemia e festival volta a ser cancelado. O anúncio foi feito hoje, 1 de fevereiro, num comunicado da Produtora Harmonia e da Câmara Municipal da Praia.

Pelo segundo ano consecutivo, o Kriol Jazz Festival volta a não acontecer.

No ano passado, o cartaz da 11ª edição já estava fechado, com artista brasileiro Djavan como cabeça-cartaz. E até os bilhetes já estavam à venda. Com a propagação do novo coronavírus em dezenas de países, no inicio de março de 2020, já antes de Cabo Verde registar o seu primeiro caso do novo coronavírus, foi anunciado o adiamento do festival para um a data a definir, na esperança a crise passasse logo, e posteriormente foi cancelado em definitivo.

Em 2020, a organização Kriol Jazz Festival tinha previsto a primeira extensão do festival, para a ilha do Sal para os dias 17 e 18 de abril, a mesma data para os concertos no palco principal do Kriol Jazz na cidade da Praia.

Dobrou o ano, a pandemia continua, e o mundo sem uma data para "voltar ao normal", apesar da luz ao fundo do túnel - a vacina. Agora o anuncio de mais um cancelamento do Kriol Jazz Festival, na cidade da Praia.

Kriol Jazz, o festival que a imprensa especializada classificou entre os 25 melhores festivais do mundo. Onde já recebeu grandes artistas de renome internacionais como Richard Bona, Ayo, Seu Jorge, Stanley Jordan, Esperanza Spalding, Zeca Pagodinho, Kenny Garret, Monty Alexander, Manu Dibango, Chico Cesar, Stanley Clarke, Lucky Peterson, Spanish Harlem Orchestra, Bettye Lavette, Leyla McCalla, Maria Gadú, Ismael Lo, Jowee Omicil, Manhattan Transfer, Charnett Moffe, etc. E nacionais como Tito Paris, Mayra Andrade, Tcheca, Bulimundo, Os Tubarões, Grace Évora, Élida Almeida, Mirri Lobo, Simentera, Dina Medina, Carmen Souza, Nancy Vieira, Jenifer Solidade, Ceuzany, etc.

Publicidade








Publicidade