Cultura

24 Mar 2021

Mário Lúcio homenageado no festival FESTLIP, em edição totalmente "online"

 


O músico cabo-verdiano Mário Lúcio é o homenageado da edição deste ano do Festival Internacional das Artes da Língua Portuguesa (Festlip), que decorrerá entre os dias 26 e 30 de Março, totalmente "online", anunciou hoje a organização.

O 13.º Festlip vai reunir artistas do Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné Equatorial, Guiné-Bissau, São Tomé e Principe e Timor-Leste, em espetáculos de música e teatro, debates, mostra gourmet, atividades para crianças e exibição de filmes em parcerias inéditas com o FIL – Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens e o Cabíria Festival.

A edição deste ano conta com o apoio da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e o patrocínio da Lei Aldir Blanc, Governo Federal do Brasil, Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Transmitido nas plataformas das suas redes sociais, o Festlip_On homenageia o cantor, compositor e escritor Mário Lucio Sousa, premiado internacionalmente e cocriador do conceito do FestlipShow, que se apresentará ao vivo, na noite de abertura, com um espetáculo musical do seu repertório, que transita por estilos típicos de Cabo Verde, como morna, funaná, batuque e coladeira.

“Neste segundo ano em que toda a programação é apresentada de forma virtual e gratuita, temos a oportunidade de estreitar ainda mais os laços que nos unem aos demais países de língua portuguesa. Somente no ano passado, cerca de cinco milhões de pessoas estiveram conectadas ao Festlip”, destaca a diretora artística do festival, e atriz brasileira, Tânia Pires.

Mário Lúcio, que foi ministro da Cultura de Cabo Verde, é também autor do texto do espetáculo teatral “Os Dias de Birgitt”, sobre uma mulher que é diagnosticada com uma doença terminal e que só tem mais 21 dias de vida, encenado pela Sikinada Cia de Teatro, de Cabo Verde, cujo elenco participará de um ‘bate-papo’ ao vivo com o público, no final do espetáculo, a partir do teatro.

O Coletivo Complexo Duplo (Rio de Janeiro) apresentará uma ‘performance’ experimental conjunta de artistas dos nove países que falam português, a Trupe Festlip.

Publicidade




Publicidade




Publicidade