Cultura

21 Jan 2021

"Manuel d´Novas - Coração de Poeta" de Neu Lopes regressa a Praia onde já foi feliz

 


O documentário "Manuel d´Novas – Coração de Poeta" do realizador e produtor Neu Lopes regressa a cidade da Praia para 3 dias de exibições, com presença do realizador. O documentário passou no PLATEAU - Festival Internacional de Cinema da Praia, em novembro de 2020, onde venceu os prémios de Melhor Longa Documentário e Revelação Nacional.

"Manuel d´Novas – Coração de Poeta" é uma viaja sobre a obra de Manuel d’Novas, um dos compositores mais emblemáticos de Cabo Verde. O documentário é um trabalho do realizador e produtor cabo-verdiano, Neu Lopes, filho de Manuel d’Novas.

O documentário terá três exibições no Centro Cultural Português da Praia, nos dias 21, 22 e 23 de janeiro, às 19h00. Todas as sessões serão com entrada gratuita, sujeita a aquisição prévia de bilhete, pelo que o mesmo deverá ser solicitado através de telefone ou email do Centro Cultural Português, telefone: 2603030 e email ccp.praia@gmail.com

Sinopse:
“Manuel d´Novas - Coração do Poeta” é um documentário que viaja sobre a obra de um dos compositores mais emblemáticos de Cabo Verde – Manuel d’Novas. O filme conta com depoimentos de mais de 40 pessoas entre músicos, sociólogos, políticos, familiares e conhecidos, que testemunham a vivência, a obra e a contribuição que Manuel d’Novas deu para a música e a cultura de Cabo Verde.

Manuel de Jesus Lopes (Manuel d´Novas) nasceu em 1938 na ilha de Santo Antão, mas foi São Vicente, a ilha que o acolheu, que serviu de inspiração para as suas composições.

Passando por vários países, como marinheiro, cantou as várias etapas da vida e história do cabo-verdiano, passando pela independência, a emigração e a saudade, do amor à pátria, da distância da pessoa amada, da alegria, da tristeza. Ele foi um forte crítico social e nunca perdoou o mau comportamento dos políticos. As suas mornas, coladeiras e sambas-canção foram executadas pelos mais importantes cantores cabo-verdianos, como Cesária Évora, Bana, Ildo Lobo, Titina, Nancy Vieira, Fantcha, entre outros.

Manuel d'Novas morreu em 2009, na cidade do Mindelo, deixando uma obra ímpar para a cultura cabo-verdiana.

Publicidade




Publicidade




Publicidade